Em MS, 1.023 crianças foram registradas só com o nome da mãe em 2022

Número representa 7,09% do total de recém-nascidos entre janeiro e abril este ano no Estado

| ANA PAULA CHUVA / CAMPO GRANDE NEWS


De janeiro a abril foram registrados 14.431 recém-nascidos em MS (Foto: Agência Brasil)
publicidade

Levantamento da Arpen-MS (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de Mato Grosso do Sul), mostra que nos primeiros quatro meses deste ano, 1.023 crianças no Estado foram registradas apenas com o nome da mãe, o maio número absoluto e percentual no período desde de 2018.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (9), mostram ainda que este ano foi registrado também o menor número de nascimentos em quatro meses, com 14.431 recém-nascidos no Estado. Desse número, 7,09 % foram registrados apenas com o nome da mãe.

No mesmo período em 2018, nasceram 16.002 crianças e 991 delas foram registradas só com o nome materno, 32 menos que este ano. Isso mostra que em 4 anos, o número de mães solos no Estado subiu 0,9%.

“O aumento do número de mães solos mostra que ainda será necessário conscientizar a figura masculina sobre os deveres de ser pai, que vão além de oferecer amor, carinho, mas também de garantir ao recém-nascido o direto de saber quem é seu pai e possibilitar benéficos constitucionais a criança', disse o presidente da Arpen/MS, Marcus Roza

Conforme os dados, na série histórica dos quatro primeiros meses do ano, dos 15.184 recém-nascidos no ano passado, 991 foram registrados somente em nome da mãe. Já em 2020 foram 930 crianças sem o nome do pai, de 14.869 nascimentos e em 2019, das 16.465 crianças nascidas de janeiro a abril, 1.007 apenas foram registradas apenas com o nome da mãe.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!