Polícia Militar - O compromisso nos motiva a seguir, mesmo com o risco da própria vida

| ASSESSORIA


Júlio CT Arguelho -Subtenente da PMMS
publicidade

Ao entender que a profissão policial militar não é apenas uma profissão, somos exigidos em comprometimento e espirito de corpo. O policial militar não é simplesmente formado. Ele é moldado, forjado no fogo e lapidado com as melhores ferramentas e os melhores instrutores.

Uma frase celebre de Confúcio diz: “Trabalhe com o que você ama e nunca mais precisará trabalhar na vida.”

Isso se aplica a tudo em nossas vidas, mas quando conhecemos a essência do celibato policial militar, a frase parece ter sido moldada por encomenda para esses profissionais apaixonados pelo que fazem.

Todos os policiais militares, quando forjados nessa instituição quase que bicentenária, no rito final de passagem de sua vida civil para a vida militar, fazem um compromisso uníssono, chamado de juramento policial militar que diz:

Ao ingressar na Policia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul, prometo:
(prometer é vinculo de sangue e compromisso)

Regular minha conduta pelos preceitos da moral;
(requer comprometimento pessoal e moral perante a família e a sociedade)

Cumprir rigorosamente as ordens das autoridades a quem estiver subordinado;
(não é ser subserviente, mas honrar a hierarquia funcional imposta pela profissão e pelo cargo que o Estado nos concedeu e nos capacitou a ocupar)

Dedicar-me inteiramente ao serviço policial;
(nossa carreira requer dedicação exclusiva)

A manutenção da ordem publica e a segurança da comunidade;
(cumprir com comprometimento a missão constitucional e institucional da Polícia Militar)

Mesmo com o risco da própria vida;
(este é o celibato policial militar, a defesa da comunidade mesmo com o risco da própria vida)

Não somos funcionários públicos comuns, sem desmerecer quaisquer outras classes, que tem seu nível de importância de igual forma. Mas nós policiais militares somos movidos e motivados pelo compromisso de bem atender e defender nossa sociedade, trabalhando na linha divisória entre a paz e o caos.

Nossa formação técnica e acadêmica nos permite, de forma imparcial, analisar e dimensionar as causas e efeitos da maioria dos distúrbios e problemas sociais enfrentados em nosso país. Entretanto somente o nosso comprometimento e tirocínio nos permite atuar e decidir, mesmo que em frações de segundo, quais as estratégias de combate a essas problemáticas.

Ser policial militar é estar no fronte da batalha! Na ponta da lança! Atuando tanto no fogo do caos social para garantir os direitos mais fundamentais do ser humano que são a vida, a liberdade e o patrimônio, quanto em ações de cunho social visando a prevenção a uso de drogas, a violência e a iniciação criminal de jovens e adolescentes.

Venha o que vier, flores ou dores! Saiba cidadão sul-mato-grossense que a sua Polícia Militar está preparada para responder a altura toda e qualquer demanda que lhe seja imposta, visando sempre proteger a vida, a liberdade e a propriedade de nossa comunidade.

Por isso podemos dizer que o que nos motiva é o compromisso. Mesmo com o risco da própria vida!

Texto escrito por Júlio CT Arguelho -Subtenente da PMMS, Jornalista, Gestor Público e Assessor de Comunicação Social do 3º Batalha da PM de Dourados.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR! COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do portal Itaporã News! 

Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real

Siga o Itaporã News no Youtube!